São Brás de Alportel... onde VIVER SABE BEM!

ver mais vídeos

Discurso Direto | dezembro 2020

PUBLICADO EM:14 de dezembro



Notícias São Braz: Algumas autarquias optaram este não por não colocar iluminação de natal, mas a Câmara de São Brás de Alportel optou por colocar e até ampliar este ano. Quais foram as razões?

Vitor Guerreiro:Agradeço a sua pergunta que é muito oportuna, para que possamos informar os leitores.

Efetivamente pesámos muito esta decisão. Estamos a viver um natal diferente de todos os outros. Estamos totalmente solidários com todas as pessoas que estão a ser vítimas desta crise e nesta decisão não está de modo algum em causa aquela que é prioridade neste momento: apoiar a nossa população, ajudar quem mais precisa e proteger a nossa economia local para combater o desemprego.

Nesta base, entendemos que devíamos cumprir com o compromisso estabelecido com os nossos comerciantes, nomeadamente após um longo período de obras na Avenida da Liberdade, com tantos prejuízos para a dinâmica comercial, a que vieram somar-se estes penosos meses de crise. Foi justamente para ajudar o nosso comércio, para incentivar ao consumo local e simultaneamente para motivar o espírito de natal e proporcionar bem-estar á nossa população, que decidimos decorar com iluminação de natal o Largo e também a Av. da Liberdade e as principais artérias comerciais. Gostaríamos de ter alcançado mais ruas mas os nossos recursos são limitados e precisamos de continuar a geri-los com muito equilíbrio.

E optámos por decorar os nossos espaços com o simpáticos e ecológicos guardiões da Serra e do Barrocal.

 

NSB: Que outros apoios à economia local tem a autarquia disponibilizado?

VG:Como tenho vindo a informar, temos vindo a lançar um conjunto de inúmeras iniciativas desde o início desta crise pandémica, para apoiar as nossas empresas, maioritariamente familiares e as nossas famílias que estão a viver dias cada vez mais difíceis. Neste momento, temos contabilizamos um investimento no apoio a economia local que supera os 110.000 €, desde março. Só lamentamos não ter os recursos que gostaríamos, para ainda fazermos mais e apoiarmos mais a nossa comunidade, mas posso dizer-lhe que temos tentado fazer tudo o que está ao nosso alcance.

Para este período de natal criámos um conjunto de medidas suplementares: lançámos uma campanha de sorteios de vales de compras e refeições, que abrange todo o comércio e restauração, com uma oferta de 3.500€ em 140 vales; substituímos a lembrança e o convívio de natal que tínhamos tradicionalmente com os nossos trabalhadores e colaboradores pela oferta de vales para uso também no comércio e restauração local, num montante de 450 vales que farão circular mais 11.500€ na nossa economia, e ainda estamos a entregar mais alguns vales no valor de 1000€ a participantes em algumas iniciativas, desta feita para apoio ao setor dos serviços. Outro investimento importante foi a criação de um Catálogo para divulgação, em suporte papel e online, de toda esta oferta de comércio local.

Tentamos apoiar os diversos setores: criámos também uma versão de natal da plataforma da Feira da Serra e estamos a promover uma feirinha diária de natal no átrio do CineTeatro, bem como semanalmente no Mercado Municipal, para apoiar também os artesãos e produtores locais. Dada a importância que neste contexto assume a Internet também temos investido na dinamização dos portais e redes sociais.

Mas todas estas ações não teriam resultados se a nossa comunidade não se envolvesse Quero por isso agradecer a todos quantos já responderam ao nosso apelo, fazendo as suas compras no comércio local, para “mimar os seus e cuidar de todos”, pois só juntos poderemos vencer esta crise.

 

NSB:É verdade que este ano há muito mais pessoas a receber cabazes de natal?

VG: Infelizmente, e como já era esperado, tem vindo a crescer o número de famílias a necessitar dos nossos apoios sociais e por isso temos reforço a ajuda em todas as frentes, nomeadamente ao nível da habitação tendo criado 2 Pogramas de Apoio ao Arrendamento que já estão a ajudar mais de 20 famílias,

A distribuição de cabazes de natal naturalmente também reflete este aumento. Prevemos superar em muito as três centenas de famílias apoiadas com alimentos e outros bens essenciais. Contamos com toda a Plataforma de Ajuda Alimentar e em conjunto estamos a ajudar quem mais precisa.

Gostaria ainda de referir que neste ano, não sendo possível realizar o tradicional Jantar Solidário de Reis, não esquecemos as empresas locais que sempre nos ajudaram. Este ano, estamos a comprar diretamente a esses estabelecimentos os alimentos para compor os nossos cabazes de natal, este ano, solidários duas vezes. Tal como os nossos postais que se desdobram em 2, para que todos possam dar o seu presente a quem gostam.

 

NSB: Não poderia deixar de lhe perguntar qual a situação da pandemia no nosso concelho.

VG: Felizmente, estamos entre os concelhos com menor numero de casos no país, somos considerados de risco moderado e por isso temos o menor grau de restrições, o que no entanto, e deixe-me dize-lo: não deve ser razão para descurarmos os cuidados na prevenção, antes pelo contrário! Estes números são o resultado de muito esforço de muitos que deve merecer o respeito de todos!

Permita-me que nesta quadra natalícia, deixe uma mensagem solidária para com todas as famílias que perderam os seus entes queridos, bem como todas aquelas que não realizarão o seu encontro… muito especialmente para todos aqueles que nestes dias festivos se manterão ao serviço, na linha da frente dos serviços de saúde e das instituições, para que todos possamos ter Natal! Para todos estes heróis, tantas vezes desconhecidos, o meu muito obrigado, em nome do Município e da comunidade são-brasense.

Permita-me ainda uma palavra de gratidão e de apreço para com toda a grande família da Santa Casa da Misericórdia, que defrontou um surto de COVID no seu Lar de Terceira Idade, tendo demonstrado um elevado sentido de missão e de altruísmo, por parte de todos os colaboradores, um exemplo para Todos!

Planos Municipais de Ordenamento do Território Mapas e Plantas de LocalizaçãoRegulamentos MunicipaisConsultas OnlineDiscussão PúblicaFarmácias de ServiçoGeoportalCovid-19