São Brás de Alportel... onde VIVER SABE BEM!

ver mais vídeos

Discurso Direto | novembro 2020

PUBLICADO EM:16 de novembro



Notícias São Bras: Tal como nos últimos meses, pergunto-lhe uma vez mais pelo ponto de situação da pandemia no nosso concelho.

E eu mais uma vez agradeço a sua atenção oportunidade de informar os são-brasenses. Resumidamente, este é o ponto de situação no nosso concelho: pese embora estejamos integrados no mapa de concelhos considerados de elevado risco, desde o passado dia 9, a verdade é que mantemo-nos com números de contágios baixos e com todas as situações devidamente controladas, o que se deve a um enorme esforço que tem sido desenvolvido pela Autoridade Local de Saúde e pela Administração Regional de Saúde, com o empenho de todas as instituições e entidades locais, com toda a colaboração do município no que está ao nosso alcance e com um elevado civismo da nossa comunidade que, grosso modo, tem sido exemplar no zeloso cumprimento das orientações da Direção Geral de Saúde.

Neste momento, temos apenas 26 casos ativos, apenas mais 5 do que tínhamos no passado mês e metade destes estão relacionados com o surto ocorrido no Lar de Terceira Idade da  Misericórdia, devidamente circunscrito, mas onde lamentavelmente se registaram 2 óbitos, uma vez mais endereço condolências às famílias enlutadas.

 

Notícias São Bras: Tem-se manifestado contra a integração de São Brás de Alportel neste mapa de risco. Quer explicar-nos porquê?

Estamos conscientes da necessidade de medidas firmes para combater a pandemia que está a crescer de forma muito preocupante no país, mas entendemos que a integração do nosso concelho neste mapa com as medidas que daí decorrem não é nem ajustada nem eficaz. Na primeira edição do mapa, São Brás de Alportel era o único concelho do Algarve. Porque somos um concelho com apenas 10500 habitantes, porque vivemos no centro de um conjunto de centros urbanos muito populosos, de onde derivam a maior parte dos casos que se têm registado e sobretudo porque nas últimas semanas registámos um surto no Lar e Terceira Idade, onde naturalmente os números são sempre mais expressivos, embora devidamente controlado e circunscrito a um dos pisos da instituição, que aliás tem gerido esta pandemia com elevadíssima seriedade e nos merece todo o nosso reconhecimento e solidariedade. A ocorrência de surtos como este levaram á exceção destes números do somatório para efeito de integração no mapa em concelhos de baixa densidade, acontece que São Brás de Alportel, fruto das suas caraterísticas geográficas e demográficas (sendo um concelho de um única freguesia,) e apesar dos inúmeros esforços desenvolvidos pela Câmara Municipal desse 2015, continua a não integrar a lista de concelhos com esta designação. A integração de São Brás de Alportel como concelho de elevado risco e contágio levou assim, injusta e desadequadamente a uma incorreta perceção de que teríamos uma situação descontrolada com elevadíssimo número de casos, o que veio penalizar fortemente a já tão difícil situação da nossa economia local, de sobremaneira o comércio e a restauração.

Entendemos que a medida de recolher obrigatório, nomeadamente ao fim de semana, não se justifica para um concelho como o nosso em que a comunidade tem sido zelosa no cumprimento das regras e orientações da Direção Geral de Saúde e defendemos que a aplicação desta fórmula de 240 novos por 100.000 habitantes (nos últimos 14 ias) deveria ser ponderada, tendo em conta as caraterísticas e localização geográfica dos concelhos bem como a evolução real da pandemia.

Permita-me no entanto que aqui deixe o apelo a que reforcemos todos os cuidados na prevenção!

 

Notícias São Bras: A Câmara Municipal lançou algumas medidas de apoio à economia?

A preocupação com a nossa economia local tem sido uma constante. Tememos pelas nossas empresas, maioritariamente familiares, pelo nosso comércio, pelas famílias que estão a viver dias cada vez mais difíceis.

Temos vindo a lançar mão de todas as medidas que estão ao nosso alcance e lamentamos não ter os recursos que gostaríamos para poder apoiar ainda mais a nossa comunidade.

Face ao agravamento destas restrições e para atenuar os efeitos desta crise lançámos um novo conjunto de medidas suplementares. No dia de São Martinho avançámos com uma campanha de apoio ao comércio e à restauração, que vai integrar a criação de um catálogo de Natal e a distribuição de vales de compras e refeição no valor superior a 10.000€. A colocação de iluminação de natal nas principais artérias comerciais e a realização de iniciativas de promoção do comércio e também do artesanato integram o conjunto de medidas.

 

Notícias São Bras: Relativamente às obras em curso, tem novidades?

Neste momento, encontra-se em conclusão a obra de beneficiação do Troço Central da Avenida, que para além de melhorar as faixas de rodagem, permitiu criar um circuito acessível, que neste momento liga o centro histórico a norte, num contínuo com quase uma dezena de kms. Devo dizer contudo que a reabilitação do troço entre o prédio de 10 andares e a praça da república requer um projeto à parte atendendo à necessidade de requalificação de Infraestruturas e substituição das condutas de água, previsto para 2021.

Este projeto global tem sido muito importante para modernizar a nossa vila tornando-a mais segura, melhor ordenada e apta a ser vivida por todos, independentemente das suas limitações. Pretendemos, de forma progressiva, sendo investimentos muito avultados para os recursos da autarquia, avançar seguidamente para as ruas de mais comércio e serviços: Boaventura Passos, António Rosa Brito e circundantes.

Também decorre a bom ritmo a obra e construção do Terminal Rodoviário na zona norte da vila, onde em breve iniciará também a construção de uma via há muito prevista no Plano de Urbanização, que ligará a Av. da Liberdade à Rua Serpa Pinto -EN2, abrindo caminho ao desenvolvimento desta área, onde pretendemos promover a instalação de equipamentos sociais, de apoio à comunidade.

Planos Municipais de Ordenamento do Território Mapas e Plantas de LocalizaçãoRegulamentos MunicipaisConsultas OnlineDiscussão PúblicaFarmácias de ServiçoGeoportalCovid-19